RBM 23/1 (Sumário)




     
PDF Edição Completa
     

Este volume marca a retomada da Revista Brasileira de Música, agora como periódico do Programa de Pós-graduação em Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Com um conselho editorial renovado com a participação de pesquisadores brasileiros e internacionais, um novo projeto editorial e gráfico e com periodicidade semestral, apresenta uma versão impressa de quinhentos exemplares e uma versão eletrônica que objetiva facilitar o acesso ao seu conteúdo de forma gratuita. A proposta principal é alimentar um canal de reflexão sobre o estado atual de pesquisa em música no Brasil e atender a demanda da comunidade acadêmica por periódicos que possam proporcionar um intenso diálogo entre pesquisadores brasileiros e estrangeiros. O conteúdo deste volume abrange questões críticas, entre as quais o conceito de autoria no Ocidente e suas ramificações na música – de especial interesse para a musicologia – e os conceitos de realidade social do cotidiano e o processo de socialização musical – no campo da educação musical. Inclui contribuições sobre a relação entre edição musicológica e a performance historicamente informada; a análise estilística voltada aos diálogos culturais; e apresenta ainda estudos de aprofundamentos históricos relativos à música no Brasil nos séculos XVIII, XIX e XX e sua relação com outras culturas a partir da contribuição e influência de artistas estrangeiros que aqui viveram. Na seção Memória a Revista Brasileira de Música presta homenagem a dois musicólogos cujo trabalho foi fundamental para o desenvolvimento da pesquisa musicológica no Brasil na segunda metade do século XX: Cleofe Person de Mattos (1918-2002) e Gerard Béhague (1937-2005). Traz também uma entrevista inédita com Mercedes Reis Pequeno, criadora da Seção de Música da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. O volume inclui ainda, na seção Arquivo de Música Brasileira, uma edição da Romanza (1898) para orquestra de cordas de autoria do compositor Henrique Oswald (1852-1931).


APRESENTAÇÃO

PDF Texto completo


EDITORIAL

PDF Texto completo


ARTIGOS


O conceito de autoria no Ocidente e seus reflexos na música

Carlos Alberto Figueiredo 

Resumo

O presente artigo aborda o surgimento e o desenvolvimento do conceito de autoria no Ocidente, da Idade Média aos nossos dias, e de suas ramificações na música. Aponta a importância desse conceito e seus reflexos em aspectos tão diversos quanto o status social do compositor, as transformações dos processos composicionais, a questão do direito autoral, o impacto da internet, as edições de música, a história da música, a crítica genética e a ideia do compositor como gênio e poeta.

Palavras-chave

Autoria – música ocidental – composição.

PDF Texto completo

 

O Te Deum (em lá menor) de Lobo de Mesquita (1746?-1805): edição crítica e notas para uma performance historicamente informada

Sérgio Pires 

Resumo

Este artigo trata da primeira edição crítica do Te Deum (em lá menor) do compositor colonial brasileiro José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita (1746?-1805). O texto menciona a transcrição da obra realizada por Curt Lange, que não utilizou os manuscritos autógrafos como fonte, e as gravações existentes baseadas em sua transcrição. São descritas as fontes manuscritas disponíveis atualmente e os critérios adotados para a escolha daquelas que serviram de base à edição crítica; também são discutidos, em detalhe, os princípios editoriais adotados. Adicionalmente, são incluídas sugestões para a performance historicamente informada da obra.

Palavras-chave

Lobo de Mesquita – música colonial mineira – Te Deum – edição crítica. 

PDF Texto completo


A música dramática de Marcos Portugal no Rio de Janeiro: contextualização e novos dados

David Cranmer 

Resumo

Este artigo descreve aspectos relevantes da carreira de Marcos Portugal, na área da ópera e da música teatral, em Lisboa, no Teatro do Salitre, em diversos centros de Itália, especialmente em Veneza, e novamente em Lisboa, no Teatro de S. Carlos. A esta luz, avalia a informação até agora disponível sobre as obras dramáticas deste compositor executadas no Rio de Janeiro, acrescentando outras, com base sobretudo em partituras e partes cavas existentes principalmente em bibliotecas portuguesas.

Palavras-chave

Marcos Portugal – Rio de Janeiro – ópera – música teatral – Lisboa. 

PDF Texto completo


A civilização como missão: o Conservatório de Música no Império do Brasil

Antonio Augusto 

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a inserção do Conservatório de Música na sociedade Imperial. Misto de instituição governamental e particular, procuramos observar na trajetória do Conservatório as relações criadas a partir de um projeto civilizatório do Império, bem como as estratégias utilizadas para a definição da posição social do músico e da instituição na rígida hierarquia de uma sociedade senhorial.

Palavras-chave

Conservatório de Música – império – música – sociedade.

PDF Texto completo

 

“Glauco Velasquez”: uma conferência de Darius Milhaud

Manoel Corrêa do Lago 

Resumo

O interesse de Darius Milhaud pela música de Glauco Velasquez começou ainda na França, antes de sua vinda ao Brasil, despertado por comentários entusiásticos de seu professor no Conservatório de Paris, Xavier Leroux, e do maestro André Messager. Nos dois primeiros meses de sua estada no Rio, ele já havia estudado a maior parte da obra de Glauco – lendo-a com Luciano Gallet, Alfredo Gomes, Paulina d’Ambrosio e Frederico Nascimento Filho. Descobriu, na casa de Adelina Alambary, em Paquetá, o 4º Trio, quase completo, cujo texto seria por ele restaurado e, depois, executado com sua participação, em primeira audição mundial, em 1918. Em abril de 1917, Milhaud disponibiliza o Liceu Francês do Rio de Janeiro para um concerto da “Sociedade Glauco Velasquez” em que atuou como violinista, além de conferencista, com uma introdução sobre a música de Glauco, transcrita no Jornal do Commercio. Essa conferência, até hoje inédita, é apresentada neste artigo.

Palavras-chave

4º Trio – Sociedade Glauco Velasquez – admiração – André Messager – liberdade formal.

PDF Texto completo

 

Valsas de Radamés Gnattali: um estudo histórico-analítico

Nadge Breide 

Este trabalho objetiva evidenciar como Valsas para Piano, de 1939, de Radamés Gnattali reflete, no Brasil dos anos 1930, o diálogo entre os dialetos americanos e as culturas americanas, causado pelo desenvolvimento dos meios de comunicação e pelo acesso às formas de entretenimento de massa. Após o exame de posturas analíticas (Meyer), aponta-se a recorrência de elementos e de seus desvios, delineados segundo o modelo literário de Sant’Anna e considerações pontuais de Chase, Schwartz- Kates, Lidov e Santos. A avaliação do rótulo de americanizado atribuído ao compositor Radamés Gnatalli (1906-1988) toma por base Schuller, Santos e Garcia & Rodriguez.

Palavras-chave

Análise estilística – Radamés Gnattali – música brasileira.

PDF Texto completo

 

O universo musical cotidiano e o processo de socialização musical primária na perspectiva sócio-histórica de Berger & Luckmann

Kátia Benedetti & Dorotéa Kerr 

Resumo

Utilizando os conceitos de realidade social da vida cotidiana, socialização primária e socialização secundária, dos sociólogos Berger & Luckmann, este trabalho discute como a educação musical formal pode abordar o conhecimento informal de música, que os alunos adquirem no decorrer do processo de socialização musical primária, guiando-se pela questão: “segundo a obra de Berger & Luckmann, como e por que a bagagem de conhecimento musical cotidiano dos alunos deve ser considerada pelos programas de educação musical formal?” Discute também como, na primeira infância, a educação musical formal, enquanto disciplina incluída na grade curricular da educação infantil, pode oferecer uma oportunidade de transcender o universo musical cotidiano, fortemente configurado pelos padrões midiáticos, ampliando e enriquecendo as vivências musicais das crianças e suas possibilidades de formação e desenvolvimento.

Palavras-chave

Socialização musical primária – conhecimento musical cotidiano – Berger & Luckmann.

PDF Texto completo

 

MEMÓRIA

O legado de Gerard Béhague (1937-2005)

Maria Alice Volpe 

Resumo

Comunicação apresentada no Congresso da ANPPOM 2005, em memória do musicólogo Gerard Béhague, falecido alguns meses antes da realização do referido evento. Propõe-se uma reflexão sobre a sua trajetória, procurando em sua formação intelectual os estímulos e concepções para a sua atuação na área. Neste balanço ressalta-se que o legado do grande latino-americanista reside na incansável busca pela integração entre a musicologia histórica e a etnomusicologia.

Palavras-chave

Musicologia – Etnomusicologia no Brasil e E.U.A. – Etnomusicologia na América Latina e E.U.A. – Gerard Béhague.

PDF Texto completo

 

MEMÓRIA-RESENHA

O legado de Cleofe Person de Mattos (1918-2002)

Régis Duprat

PDF Texto completo


MEMÓRIA-ENTREVISTA

Mercedes Reis Pequeno, pioneira na biblioteconomia musical do Brasil

Maria Celina Machado

PDF Texto completo

 

ARQUIVO DE MÙSICA BRASILEIRA

Romanza, Henrique Oswald (1852-1931)

PDF Texto completo